16 fevereiro 2012

É hoje o dia da alegria!!

Já começou o reinado de Momo em Salvador e até quarta-feira de cinzas ao meio-dia, é só alegria! O nosso Carnaval é um dos mais tradicionais e animados do país. Uma multidão de foliões saem as ruas nos seis dias de festa, marcada por muita alegria. O carnaval ocorre nas ruas da cidade, ocupando uma área urbana de cerca de 25 quilômetros. É também uma grande manifestação popular e cultural, pois reúne uma grande diversidade de estilos, manifestações artísticas e ritmos musicais.

É organizado em três circuitos: Osmar (Avenida), Batatinha (região do centro histórico) e Dodô (Barra-Ondina). Há também o desfile dos blocos afros e afoxés. A animação conta também com a participação de blocos de trio, de samba, alternativos, de índios e infantis. A axé music também se faz presente e garante a animação em todos os dias da festa.

 O Afoxé - é um folguedo típico do estado da Bahia. Dança-cortejo ligada ao candomblé, acontece geralmente na época do carnaval. Resgata os principais aspectos rítmicos, linguísticos e religiosos da cultura africana. 

Blocos Afro - grupo carnavalesco que resgata nas vestimentas, instrumentos musicais e sonoridade os principais aspectos da herança cultural africana. O Ilê Aiyê (cantado como o mais belo dos belos) é um dos blocos afros mais populares de Salvador. 

Trio Elétrico - estrutura musical (sonorização, palco) montada em cima de grandes caminhões. Criação típica do carnaval baiano, anima a festa popular com a participação de músicos de axé. Os trios percorrem as ruas de Salvador arrastando uma tsunami humana.

Axé music - gênero musical que surgiu da união entre o afoxé, maracatu, forró e frevo. É um ritmo tipicamente baiano muito presente na época do Carnaval. O axé espalhou-se pelo Brasil com o sucesso musical de cantoras como Daniela Mercury, Ivete Sangalo e Cláudia Leitte.
A história....

Considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este é o sentido que permanece até os dias de hoje no Carnaval. Liberdade.

No Brasil o entrudo chegou por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia. 

No  final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.

Um

Fonte: suapesquisa.com
Imagem: cantinhoencantado.blogssapo

2 comentários:

Sissym disse...

O que mais gosto nesta data é a possibilidade de tirar uma mini-ferias, fazer nada, descansar e ir à praia (se nao chover, claro).

Beijos

Beth Muniz disse...

Oi minha amiga,
Gosto de saber noticias de Salvador.
Bom Carnaval!
Bom Tudo. Tudo de Bom!
Quando eu chegar te ligo. Só não sei o número... kakakaka
Grande beijo.
Fui.

Postar um comentário