24 agosto 2011

Gentileza gera gentileza!!

Salvo pela gentileza
Conta a história que certo dia ao término do trabalho, um funcionário foi inspecionar um câmara frigorífica que estava com defeito.

Inexplicavelmente, a porta se fechou e ele ficou preso dentro da câmara. Bateu na porta com força, gritou por socorro mas ninguém o ouviu, todos já haviam saido para suas casas e era impossível que alguém pudesse escutá-lo.

Já estava quase cinco horas preso, debilitado com a temperatura insuportável. De repente a porta se abriu e o vigia entrou na câmara e o resgatou com vida. Depois de salvar a vida do homem,  perguntaram ao vigia:

Porque foi abrir a porta da câmara se isto não fazia parte da sua rotina de trabalho?

Ele explicou: - Trabalho nesta empresa há 35 anos, centenas de empregados entram e saem aqui todos os dias e ele é o único que me cumprimenta ao chegar pela manhã e se despede de mim ao sair.

- Hoje pela manhã disse “Bom dia” quando chegou.

- Entretanto não se despediu de mim na hora da saída. Imaginei que poderia ter-lhe acontecido algo. Por isto o procurei e o encontrei...

A pergunta é: Será que você seria salvo????????

Imagem: google

4 comentários:

Daniella Caruso Gandra disse...

Muito bacana!!! pois é.. se fosse uma pessoa que ignorasse a presença do segurança ali, capaz de não ter sobrevivido!

Beth Muniz disse...

Oi querida amiga!
Respondendo: acho que sim.
Embora às vezes cometa alguns pecadinhos...
Coincidentemente ontem postei no Travessia sobre ver gente e dar e receber um bom dia.
Gostei!
Então, para você: Bom Dia! Bom Tudo!
Beijo.

Cecilia sfalsin disse...

Ola Amiga,

O fato de estarmos sempre de uma forma gentil e agradável com alguém, a ausência dela sempre será notada, pois ela marca pelas palavras e atitudes que tem.E isto chama se gentileza..Apenas colhemos o bom fruto se plantarmos boa semente..

Abraçosss

Sissym disse...

Eu já havia lindo este lindo relato.
Eu acredito que colhemos o que plantamos,
e temos toda a possibilidade de sorte quando
somos humildes e educados com todos.

Beijos

Postar um comentário