27 dezembro 2010

Um aprender constante


Conviver com as pessoas é um desafio e um aprender constante que provoca em nós sentimentos que nem conhecemos. Às vezes, o que aprendemos na teoria não somos capazes de colocar em prática, pois as dificuldades são menores para alguns e maiores para outros. Entendemos, por isso, que é difícil essa convivência porque cada ser humano tem seu universo interior, seu momento e sua caminhada. Quem sabe se, um dia, ao nos libertarmos dos males que nos prendem à ignorância, predispondo nossos corações a grandes vôos dentro da grandeza da mente, integrando todos os sentimentos, atingiremos com amor uma plena aceitação.

É nosso dever buscar essa meta, removendo entulhos que dificultam o nosso relacionamento e crescimento. Como é gostoso conviver com pessoas serenas, cheias de confiança no que dizem, seguras nas suas determinações, sem violar consciências, mas abrindo caminhos valorosos com a força da humildade sempre presente. Sabemos que recebemos bem mais do que doamos, e refletimos o que somos. Sendo assim, se ainda nos sentimos feridos por uma simples palavra, se nos magoamos ou melindramos com um pequeno gesto ou atitude de uma pessoa, é porque precisamos rever e trabalhar a nossa aceitação com mais empenho, porque com certeza ainda não estamos totalmente livres do orgulho, da vaidade e do egoísmo, barreiras que, por força e respeito a uma boa convivência, precisam ser superadas e vencidas.


Fonte: comportamentosdiferentes.nireblog.com
Imagem: google

6 comentários:

Amanda Luna disse...

Oii, concordo com cada palavrinha!!
beijão
www.sermulhereomaximo.com.br

Principe Encantado disse...

Para aprendermos precisamos superar as barreiras e mostrar logo na frente que a lição foi absorvida.
Abraços forte

Beth Muniz disse...

Oi Josy querida,
Muito interessante o texto.
Faz-nos refletir sobre paradigmas que em certos momentos nos aprisiona, visto que as fronteiras para a vida estão no limite dos nossos olhos, em qualquer dimensão, inclusive a da convivência.
Gostei.
Beijo no coração.

Pérola disse...

Um texto muito bonito e objetivo.
Resta a boa vontade de absorver e colocar em prática no nosso dia a dia.
Parabéns pela escolha.
Um feliz Ano Novo amada.
Tudo de bom para ti sempre.
Beijokas milllllllllllll.

-*Vera Luz*- disse...

Olá Josy!!

Maravilhoso texto que escolheu para compartilhar com todos e principalmente nesta época do ano onde é muito favorável a reflexão para esclarecimentos de tantas más convivências durante o ano todo! O orgulho e a vaidade nos levam a sentir dor e nos empurra para o lado cruel criando bloqueios em nosso ser e afastando justamente o que mais gostamos que é compartilhar com as pessoas! Então creio que já se faz hora de usarmos mais a tolerância para que com o tempo possamos perceber o amor resplandecendo em nosso ser!

Um abraço,
"Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma" -*Vera Luz*-

Sou Mulher ... disse...

E as pessoas estão correndo tanto, sem mesmo perceber, que quando alguém apenas fala dos acontecimentos da vida muitas vezes porque os está vendo, vivendo, aprendendo e refletindo com eles, de uma forma um pouco mais serena do que o habitual, muitos confundem e pensam que esta pessoa está se repetindo, ou está fixada demais numa atitude deprimida.
E na verdade,muitos estão apenas andando tão depressa e pisando superficialmente na vida, que mal podem parar para ver cada coisa, muito menos refletir junto com o outro dando tempo para que tudo aconteça no ritmo certo. E assim, os que estão mais serenos, mas não mortos, assustam os que estão ocupados demais em correr, para viver verdadeiramente e preferem tal movimento a ver realmente o que está acontecendo na sua frente.
Abraço a você Josy, belo texto escolheu!
Vera.

Postar um comentário