12 setembro 2010

Solidão por Chico Buarque de Holanda


"Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo...
Isto é carência.

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar...
Isto é saudade.

Solidão nãe é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes para realinhar os pensamentos...
Isto é equilíbrio.

Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida...
Isto é um princípio da natureza.

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
Isto é circunstância.

Solidão é muito mais do que isto. Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa Alma."

Francisco Buarque de Holanda.

Foto google.com.br

6 comentários:

linkpremiadoblog disse...

Seu link já foi publicado!
Atenciosamente.
Antoani/Equipe Link Premiado
http://www.linkpremiado.com.br

Silvana Marmo disse...

Olá Josy,
Mas se o Chico precisar posso estar com ele...
Meu carinho

Celina Missura disse...

Chico sabe das coisas!!Ele termina a poesia com chave de ouro.

Valéria Braz disse...

Belíssima explicação da solidão... concordo com ele, é só quando nos perdemos que ficamos só!
Beijo no coração

Yolanda Hollaender disse...

Gostei da forma como o compositor Chico Buarque
define a solidão!
Obrigada por compartilhar!
Meu afetuoso abraço,
Yolanda

Sting RMF disse...

há um bom tempo que a poeta/escritora Fátima Irene Pinto,vem passando pelo constrangimento de ver seu tocante poema "Solidão" amplamente divulgado
por toda a net como sendo de autoria do Chico Buarque de Holanda, o qual, provavelmente,
nem tem conhecimento do assunto.

Postar um comentário