08 junho 2010

Antes de cobrar alguma coisa...

Depois de um dia de caminhada pela mata, mestre e discípulo retornavam ao casebre, seguindo por longa estrada. Ao passarem próximo a uma moita, ouviram um gemido. Verificaram e descobriram um homem caído. Estava pálido e com grande mancha de sangue, próxima ao coração. Tinha sido ferido e já estava próximo da inconsciência.

Com muita dificuldade, mestre e discípulo o carregaram para o casebre rústico, onde viviam. Lá trataram do ferimento. Uma semana depois, já restabelecido, o homem contou que havia sido assaltado e que ao reagir fora ferido por uma faca. Disse também que conhecia seu agressor, e que não descansaria enquanto não se vingasse.

Disposto a partir, o homem disse ao sábio: Senhor, muito lhe agradeço por ter salvado a minha vida. Tenho que partir e levo comigo a gratidão por sua bondade. Vou ao encontro daquele que me atacou e vou fazer com que ele sinta a mesma dor que senti.

O mestre olhou fixo para o homem e disse: Vá e faça o que deseja. Entretanto, devo informá-lo de que você me deve 3.000 moedas de ouro, como pagamento pelo tratamento que fiz.

O homem ficou assustado e disse: Senhor, é muito dinheiro.Sou um trabalhador e não tenho como lhe pagar esse valor.

Com serenidade, tornou a falar o sábio: Se você não pode pagar pelo bem que recebeu, com que direito quer cobrar o mal que lhe fizeram? Antes de cobrar alguma coisa, procure saber quanto você deve.

Não faça cobrança pelas coisas ruins que aconteçem em sua vida, pois a vida pode lhe cobrar por tudo de bom que lhe ofereceu.

Fonte: Texto recebido via email / Desconheço o Autor
As imagens, textos e poemas deste post., estão hospedados na própria Internet. Caso alguém sinta- se lesado pela não citação da autoria, basta fazer contato que daremos os créditos ou tiramos a postagem do ar. Desde já, agradecemos à compreensão e colaboração de todos. Obrigada.

11 comentários:

terezab disse...

Muito profundo, bom demais para refletirmos né?
adorei
abração

Coiote_DF disse...

Show de bola, valeu!
Ah! Leleco!!! :)

Jackie Freitas disse...

Josy, minha bananinha!!!
Adorei essa mensagem de sabedoria! A prática do bem, pelo próprio bem não tem preço! Pensemos no esplendor que a natureza rica nos oferece e a retribuição que lhe damos...estamos pagando um preço muito alto, não é? Pelo simples fato de não sabermos agradecer o que recebemos. É assim a vida, infelizmente. Precisamos de mais mestres em nosso caminho para que nos ensine tão rica sabedoria!
Grande beijo,
Jackie
(ps: viu que coloquei a sua bananinha dançante no meu blog? rsrsrs...acho o máximo!!!)

Anônimo disse...

Josy, Mais uma vez parabéns! Linda! Linda! Infelizmente, poucas pessoas tem esse conhecimento, de que tudo pelo qual passamos, é simplesmente, " a colheita do que plantamos" lá atrás" ou seja, "nada é por acaso". Por isso devemos estar sempre "vigilantes às nossas atitudes de hoje", pois ela será a nossa "colheita no amanhã".
Tenha um lindo dia, e continue, com essa serenidade, consciência, e humildade, que fazer de voce essa pessoa, pra lá de especial.
Um grande beijo, no seu coração Garota!

Malu

Fernandez disse...

Excelente texto amiga Josy!
Adorei a reflexão.
Beijo no coração, Fê.

Mr.Jones disse...

Josy, como é gratificante em ler seu texto com essa linda reflexão.
é bom pra abrandar os corações de pedra.
bjs

Valéria Braz disse...

Josy... que texto heim!
passamos tanto tempo reclamando daquilo pelo que sofremos e esquecemos de ver tantas coisas boas que já tivemos...
Amei....demais....
Beijo no coração

Marco Antonio Fiadi disse...

Excelente texto. Muito significativo.

Fatima Zanin disse...

Que texto lindo,muito reflexivo,vingança nunca vale a pena,ele teve o exemplo do bem que cruzou seu caminho,mas queria retribuir a vingança,mas Deus lhe mostrou o caminho certo a tempo,é bom pensar antes de agir.

Beth Muniz disse...

Oi amiga,
As vezes dizemos: Ai meu Deus, o que é que fiz para merecer isso? rsrsrsrs
Com esse post, é hora de refletir.
Profundo...
Grande beijo.
Ah!, tem uma bananinha pulando no Travessia, além do Banner.

Tahiana Andrade disse...

Fundamental.
Uma bela lição de vida!

Beijoooos

Postar um comentário